terça-feira, 11 de junho de 2013

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

CAMPEÕES....

JANELA ABERTA AO ATLETISMO...


Onde o reconhecimento será talvez o maior dos valores…


Ao longo destas últimas semanas, temos sido invadidos com notícias, opiniões, sugestões, criticas, enfim um rol de comentários sobre os Jogos Olímpicos.
A sociedade em si acorda para uma realidade, que durante 4 anos, permanece adormecida…
A dita sociedade que é feita por todos nós, entendidos e leigos na matéria, tem como que um despertar sobre um acontecimento à escala Universal.
Os Jogos Olímpicos nasceram na cidade Grega Olímpia no século V a.C. No século XIX (1894) o Barão Pierre de Coubertin fundou o Comité Olímpico Internacional.
Nas XXX Olimpíadas da Era Moderna, estiveram presentes 11028 atletas, representando mais de 200 países.
Através destes números conseguimos ter uma ideia da dimensão deste evento… Os atletas e treinadores presentes são o que de melhor existe no desporto… 

O Clube Oriental de Pechão é um privilegiado, teve 2 representantes nestes jogos… O treinador Paulo Murta que marcou presença pela 3ª vez nos Jogos Olímpicos e Ana Cabecinha que completou a prova em 9º lugar (melhor atleta portuguesa – em Pequim tinha sido 8ª.)…

Marquei presença no jantar de despedida de Paulo Murta e Ana Cabecinha, às vésperas da ida para Londres e testemunhei o carinho que a família, amigos e admiradores de ambos têm por este “casamento” de sucesso… Absorvi os discursos das entidades presentes, uns mais emotivos, outros mais racionais, uns mais sonhadores, mas com denominador comum, a qualidade de ambos…

Em qualquer actividade desportiva, o sucesso será sempre de uma equipa, mesmo que esse desporto não seja colectivo, como é o caso do atletismo e neste caso especial a Marcha… A Ana Cabecinha tem a qualidade, a técnica a capacidade de trabalho e de sofrimento, a vontade (não sou eu que o digo, até porque sou um leigo na matéria) e o seu treinador Paulo Murta é o mentor de todas essas capacidades, ele é quem a conhece melhor e quem mais pode tirar o máximo rendimento da excepcional atleta que ela é… A qualidade dela tem seguramente uma ligação “umbilical” ao seu treinador… Nunca vi nenhum navio chegar a bom porto, sem um comandante capaz…

No jantar que já fiz referência, ouvi uma expressão que registei, de alguém conceituado do nosso país… A Ana não marcha ela desliza, flutua… A sua técnica e elegância nas provas faz também dela uma atleta impar…

Marquei também presença na recepção de ambos, na sede do Clube Oriental de Pechão, onde o Clube quis homenagear os seus dois mais ilustres representantes e na minha simples opinião, são sem margem para duvidas as duas grandes bandeiras do COP.

Quis deixar aqui, neste espaço que é do clube, mas de outra modalidade, a admiração que tenho por ambos, e homenagear o trabalho que têm feito ao longo dos anos.
Sei quanto trabalho dá, conseguir resultados…
E deixar uma palavra às entidades competentes, que os Jogos Olímpicos, as Taças do Mundo, Campeonatos da Europa, e outras competições importantes, não podem ser lembradas só a uma semana das provas, porque nenhum atleta consegue resultados, sem trabalho, sem condições para desenvolverem e evoluírem… Portugal necessita urgentemente de uma política desportiva capaz…

Ao Clube Oriental de Pechão deixo uma palavra de apreço pela coragem de continuar a apostar numa modalidade como o atletismo e que tantos resultados positivos têm trazido para Portugal, para o Algarve e em especial para o concelho de Olhão e sua terra natal a Aldeia de Pechão…

Obrigado Paulo e Ana, pelo que têm feito pelo desporto algarvio e português…

Luis Barradas

terça-feira, 15 de maio de 2012

JANELA ABERTA AO... ATLETISMO

Mais uma vez, reabro a janela do blog, para uma noticia que julgo ser de alto interesse para o nosso clube... E mais uma vez o destaque vai para o Atletismo...
No passado domingo o Clube Oriental de Pechão esteve representado na Selecção Nacional com 2 presenças... 
Ana Cabecinha (recordista de Portugal 20 km Marcha - 1.27,46) foi a primeira das Portuguesas a concluir com 1:31,42 na 9ª posição e colectivamente Portugal ficou em 4º lugar com 36 pontos a 1 ponto do pódio a China.
Filipa Ferreira com a sua primeira participação na prova (Taça do Mundo) nos 10 km Marcha (Juniores), terminou em 41º lugar com 53,32, com Portugal a terminar em 16º lugar.
Com este resultado Ana Cabecinha, tem a porta aberta para os Jogos Olímpicos de Londres 2012, já que o Seleccionador Nacional tinha nesta prova a percentagem maior de selecção para a escolha das 3 eleitas.
A secção de atletismo do Clube Oriental de Pechão, está de parabéns, mais uma vez, desta feita em representação da Selecção Nacional... O grande obreiro de todo este trabalho é sem duvida o seu treinador Paulo Murta. Merece todos os elogios pelo que tem feito pelo atletismo do clube e pelo atletismo do Algarve.
Deixo aqui a minha sincera homenagem ao seu trabalho... que se fosse noutra modalidade, seria amplamente divulgado...
Desejo também sorte a ambos, Paulo Murta e Ana Cabecinha, porque acredito que estarão em Londres a representar o clube e Portugal.
E uma palavra à jovem atleta Filipa Ferreira, para que continue o trabalho que tem desenvolvido, que muitos frutos dará no futuro.
Ao Clube Oriental de Pechão (sua direcção)... coragem para continuar a apostar numa modalidade que tanto tem dado a esta região...

Abraço
Luis Barradas

segunda-feira, 16 de abril de 2012

CLASSIFICAÇÃO FINAL - SENIORES



No passado fim-de-semana chegou ao fim mais um Campeonato Distrital de Seniores. Com o título a ser entregue à equipa da Pedra Mourinha.
Esta jovem equipa, que tem um misto de atletas que foram campeões nos escalões de formação – Juvenis da Pedra Mourinha – e Juniores da Gejupce – mas a sua grande base é claramente a formação feita na Pedra Mourinha.
Uma equipa orientada pelo Nuno Franco, ele também um homem da formação, sendo Bi-Campeão de Juvenis e Juniores da Gejucpe, conseguiu, formar e ter êxito, também ele está de parabéns, pelo feito alcançado.
Um campeonato que o destaque vai para o equilíbrio na competição, mas acima de tudo para uma nova geração que aparece no futsal algarvio, atletas com formação de futsal. Pedra Mourinha, Centro Alte, Clube Oriental Pechão, Gejupce, são exemplos de que a formação pode vir a dar frutos no futuro. Estas equipas que destaco, são claramente equipas que têm uma nova geração de atletas, com toda a formação na modalidade. Competindo contra uma equipa, bem mais experiente, como a do Sapalense, que tinha acabado de descer da 3ª. Divisão Nacional. A Pedra Mourinha, foi a equipa com menos derrotas e a melhor defesa do campeonato, o que demonstra alguma maturidade no seu jogo. Equipa que queira ser campeã tem que ser equilibrada defensivamente, apesar de jovem, tinha processos de jogo bem definidos, utilizando as transições como uma arma – não esquecer que o futsal é denominado – ATAQUE CONTRA ATAQUE – estão de parabéns, desejo que tenham sorte na próxima época e que continuem a acreditar na formação da modalidade.

Em relação ao futuro da competição Distrital, prevejo grandes dificuldades, se olharmos para o número de equipas. Num campeonato só com 9 participantes e uma única divisão, o futuro apresenta-se “nubloso”. Se olharmos para o campeonato que poderá ser o suporte dos escalões seniores (juniores), verificamos que o número de equipas é ainda mais reduzido, e que todas elas estão representadas nos escalões seniores, nos distritais ou campeonatos nacionais.
Continuo a verificar que todos os anos aparecem projectos, mal alicerçados, para o imediato, sem conhecimento da realidade da modalidade. O futsal de hoje, já não é uma modalidade, dos frustrados do futebol de 11. Tem orientações, disciplina, técnica, táctica… particulares e devia ter maior organização… Das 9 equipas deste campeonato que agora termina, possivelmente 4 ou 5 vão abandonar a modalidade (os maiores sinais são – o não investimento na formação) – antes de lutarem para ser campeões devem ser organizados, e apostarem correctamente na modalidade. Não o fazendo, a modalidade não tem futuro, nesses clubes e consequentemente no panorama distrital.

Numa breve análise ao comportamento da nossa equipa, o balanço é mediano, se quando iniciamos a temporada, tínhamos objectivos bem definidos, e com o desenrolar da prova, em especial a primeira volta, começamos a verificar que podíamos obter algo mais do que conseguimos. Podemos dizer que temos uma equipa jovem, mas esse critério de análise não é válido, se olharmos para os campeões e vice-campeões que são atletas da mesma geração… Não fomos competentes, deslumbramo-nos com um início de prova, relativamente positivo, e faltou-nos humildade… porque qualidade temos, capacidade de trabalho e organização também… Os campeonatos não se ganham nas primeiras jornadas, mas sim com regularidade… Existe grande margem de evolução e acredito que poderemos no futuro conseguir melhores resultados… Tal como digo muitas vezes a melhor defesa da prova é seguramente uma candidata a vencer a prova… Mas no nosso caso não foi isso que aconteceu, fomos a par da equipa da Pedra Mourinha a melhor defesa do campeonato, mas pecamos na finalização… e acima de tudo na concentração.

Luis Barradas

quarta-feira, 11 de abril de 2012

TORNEIO DE JUVENIS - INSCRIÇÕES ABERTAS

O Clube Oriental de Pechão vai organizar um Torneio de Futsal no escalão de Juvenis, as inscrições encontram-se abertas. 
Nascidos nos anos de 1995, 1996 e 1997. Faz a tua equipa e participa.
 

sexta-feira, 30 de março de 2012

CAMPEONATO DISTRITAL JUVENIS


Terminou o Campeonato Distrital de Juvenis, com a consagração da equipa dos Sonâmbulos.
Ao longo do campeonato foi claramente o melhor conjunto, não vivendo das individualidades. A equipa da Luz de Tavira é um justo vencedor, com a melhor defesa da prova e o segundo melhor ataque. Em termos de Futsal jogado, verificou-se que os atletas têm bases de futsal, já com alguns princípios bem definidos e isso demonstra a evolução do trabalho efectuado pelo Gonçalo (treinador).
Os Sonâmbulos FLA está de parabéns, pela conquista deste título, e quero deixar uma palavra de agradecimento ao seu presidente Rui Correia, pelo trabalho que tem efectuado ao longo dos anos em defesa do Futsal Algarvio. O seu clube forma campeões, e atletas de qualidade, este é o caminho certo para os clubes que querem apostar no futsal… A formação é um investimento no futuro da modalidade… Mas sem apoios, dificilmente se pode manter este e outros projectos…

Quanto à nossa jovem equipa, o balanço só pode ser positivo, com uma primeira volta um pouco abaixo das suas capacidades (de realçar que dos 14 jogos efectuados, só num jogo contra a equipa dos Sonâmbulos – a equipa foi para o intervalo a perder, em todos os outros foi a ganhar ou empatada). Na segunda volta o desempenho foi extremamente positivo, fomos a 2ª. equipa a somar mais pontos só com uma derrota frente aos campeões e um empate na deslocação a Armação de Pêra contra a equipa do Tunes (na altura estava em primeiro lugar). O 4º lugar acaba por ser positivo, sendo a 3ª. melhor defesa da prova. Num conjunto de atletas em que a sua maioria iniciou este ano a prática do Futsal – dos 19 atletas inscritos 10 começaram este ano, e dos 19, quatro são iniciados de 1º ano. A equipa de Juvenis do COP está de parabéns e o Clube deve ser reconhecido pelo esforço que tem feito para manter em actividade estes jovens atletas.

Luis Barradas

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

ANDRÉ CUSTÓDIO... NA SELECÇÃO DO ALGARVE

O nosso atleta André Custódio, Guarda-Redes da equipa sénior, encontra-se convocado para os treinos da Selecção do Algarve Sub-20. A Selecção encontra-se a preparar a sua participação no Inter-Associações que se realiza a 2, 3 e 4 de Março em Évora.
.
Os treinos estão agendados para:
.
Dia 13/02/2012 - 19:00 horas - Pavilhão "Os Olhanenses" - Olhão
Dia 15/02/2012 - 19:00 horas - Pavilhão Casa Povo S. Bart. Messines 
Dia 20/02/2012 - 19:00 horas Pavilhão Municipal Olhão
Dia 22/02/2012 - 20:30 horas  - Pavilhão Municipal Olhão  - Jogo Treino com Clube Oriental de Pechão